9.3.08

aquilo era a estrada da morte, porem me fez pensar em mil coisas...


ai, como eh "engracada" esta vida... um dia achamos que perdemos TUDO o que tinhamos e no outro vemos que o que tinhamos era um grande NADA.
este post eh nada mais do que um cliche. mas eh sempre bom lembrar que perdemos certas coisas para aprendermos a valorizar outras.
o negocio eh o seguinte. eu era assim... um tanto quanto medrosa: nao dirigia, nao andava no escuro sozinha, nao andava de onibus, nao falava com estranhos e o pior: nao acreditava em mim mesma.
isso eh complicado. como uma pessoa vive com tantos medos? nao sei... naquele tempo eu estava vivendo meio empurrada, sabe? estava feliz, mas ainda faltava algo...
ai a vida me deu um tapa na cara e fiquei "na" pior. mas isso soh foi por uns tempos... soh ate eu ver que eu tinha capacidade, que poderia acreditar em mim, que os medos sao as barreiras que NOS colocamos e que conhecer estranhos e seus costumes/culturas eh muito valido.
mas a vida continua me testando... alias, sexta-feira passei por um destes testes. resolvi ir para a casa da tati de carro- que eh 50 minutos daqui- para irmos para a baladinha.
ate ai nao eh problema, porque o medo de dirigir ja perdi faz tempo(gracas a Deus!), o medo de escuro- ja que era noite- tem se tornado cada vez menor(mesmo com o farol do carro fraquinho) e o medo de me perder tambem(desde o dia que ganhei meu gps). no caminho estava tudo lindo, ja que meu radio voltou a funcionar(ele funciona como "mulher de malandro", a base de tapas...).
mas eis que vem ela: a chuva! e nao era uma chuvinha a toa nao. era daquelas... e meu gps me levou para uma rua estreitinha... parecia filme de terror. sabe aqueles filmes que a pessoa esta na estrada e de repente aparece alguem/ alguma coisa depois da curva?
entao, era mais ou menos assim. sem exagero: a rua era estreitinha, mao dupla e sem acostamento(parecia a estrada para ubatuba).
o pior: no gps marcava que eu ficaria naquela rua por 18 milhas(33km). pensa: chuva tensa, escuro, vento forte fazendo barulho, carros vindo a tona com farois altissimos que chegavam a cegar meus olhos... fiquei tensa, muito tensa. fazia tempo que nao me sentia com todo este medo...
coloquei o volume do radio no maximo mas, por conta da floresta em volta da estrada[porque quem acha que o brasil eh uma floresta habitada por macacos, se engana. aqui sim poderia ser chamado de floresta. porem, habitada com esquilos e veados], ele parou de funcionar, o que me deixou muito mais tensa.
nunca olhei tanto para o gps, contando os minutos para chegar no destinho final. aquela estradinha parecia sem fim e nao tinha como sair dela. uma vez que voce entra, tem que seguir em frente(analogia a vida?!).



na foto: meu "companheiro" em um dia tranquilo.

6 comentários:

Anônimo disse...

Finalmente CORAJOSA!!! rs |O bomm, q não vou mais precisar bater nas pessoas... nem te levar p/ casa... e brigar com vc p/ passar nos luagres. As pessoas mudam.. e essas mudanças os deixam mais confiantes e certeiras. Beijos

Akinol disse...

See Here or Here

Liz / Falando de tudo! disse...

Oi minha linda, passei aqui para te dizer um oi, e um muito obrigada por visitar meu cantinho.
Um dia você foi no meu cantinho e me deu força por causa do cancer que minha irma operou, quero que saibas que ela esta bem, e muito obrigada pela força, valeu mesmo!!
Também criei um blog so de fotos, caso você queira ir visitar:
www.falandodefotos.blogspot.com

Fenrisar disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

Anônimo disse...

VAMOS ATUALIZAR ISSO AQUIIIIII!!!
KD AS FOFOCAS DE LONDRES??? DA ÚLTIMA SEMAN Q FOI A AMIOR CORRERIA PARA VIAGEM, HEIN!?
BJOKKKAS, CÁ

Kazilar disse...

See here or here